segunda-feira, 24 de junho de 2013

As poucas coisas que os apolíticos precisam saber

Se você pouco ou jamais leu sobre política, ou sequer acompanha os fatos políticos há bastante tempo, este texto é direcionado especialmente a você.

Breve e didaticamente explicarei o que é de mais essencial sobre política, e que todos os cidadãos deveriam saber.

Primeiramente, em definição política é um ramo das ciências sociais que trata da organização dos Estados, isto é, as nações, distritos, municípios e demais concernentes.

Logo, todas as coisas ao nosso redor estão inteiramente ligadas com questões de governo, ou seja, com determinações políticas. A isso se enquadram, por exemplo, o preço de todos os produtos, desde a energia ao arroz, também o que podemos ou não comprar, em quais lugares podemos ir, em quais lugares não podemos ir, enfim, uma infinidade de decisões políticas nos cercam e elas, por sua vez, decidem como viveremos nossa vida.

Ciente disso, todo cidadão queira ou queira está envolvido com política, visto que o mesmo está inserido em um Estado de governo determinado. Agora, cabe a cada um desistir de sua negligência em relação ás medidas que cerceiam sua vida. Ainda aproveito o ensejo a fim de parafrasear o filósofo Platão: “O preço a pagares por sua não participação na política é seres governado por quem é inferior.” Sacou?

Participar da política não significa votar em alguém, e sim perguntar-se por que é necessário votar alguém?

Ao contrário do que muitos pensam, ser político não é necessariamente exercer um cargo na gestão pública, tampouco é preciso ser eleito por alguém. Você já pode se considerar político a partir do momento que se importa com tais decisões e cria suas próprias ideias políticas. Por exemplo, você pode criar e aplicar uma política de racionamento em sua casa, onde se prevê regras e até punições, caso você seja dos mais severos. Entende que a maioria das pessoas que diz detestar política, é intrinsecamente política?

Politicar não é pronunciar uma série de belas promessas, isso é demagogia, hahaha... Politicar é simplesmente discorrer sobre tal assunto, apoiando-se sempre nas soluções dos problemas sociais de acordo com a sua perspectiva. Lembre-se, reclamar de políticas sem apresentar alternativas melhores não ajuda em nada.

Outro clichê é a separação dos povos, justamente estes que têm todos os motivos para sempre se manterem unidos, considerando que sofrem de problemas iguais. Haja vista a política partidária, que contribui grandemente para essa segregação, além disso, os termos muito usuais nas mídias jornalísticas onde intitulam fulanos como sendo de esquerda, outros de direita, centro, ultradireita, entre outros vocábulos da moda.

A verdade é que essas “direções” para as quais tentam discriminar as pessoas são meramente rótulos desnecessários, você não precisa decorar nada disso, pois eles não existem na realidade, logo se fazem ridículos. A única preferência política que você precisa traçar é: se você defende tudo aquilo que for melhor para os seres humanos em geral, ou se você prioriza os seus interesses pessoais com o uso da política.

Agora sabendo da importância que tem a política em toda a sua vida, sobretudo de seu papel perante a sociedade em que vive, é extremamente aconselhável que você passe a observar as questões políticas com mais interesse, pois somente assim você poderá guiar a sua própria vida e impedir que governos alheios interfiram autoritariamente nela.

6 comentários:

  1. Olá, Anselmo.
    Parabéns pelo novo e excelente blog.
    Seu texto resume de uma forma dinâmica o que é política, que infelizmente muita gente acha que não precisa saber o que é e que é só votar em qualquer um e pronto.
    A política é parte integrante e indissociável da vida de cada um de nós e o momento atual em nosso país nos lembra disso muito bem.
    Abraço e até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala meu parceiraço Jacques!!!

      Poxa, fico muito contente por seu elogio e gostaria de salientar que é sempre uma honra para mim, receber os seus comentários inteligentes repletos de reflexões ponderadas e interessantes.

      No mais, também fico feliz por você ter descoberto meu novo endereço, e além disso concordo plenamente com o que tu disse.

      Um abraço meu amigo e até mais com certeza!

      Excluir
  2. Não acredito que exista apolíticos.
    Parabéns pelo blogger, acabo de conhecer através do blog de Jacques.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo? Por que não existe? Apolítico: aquele que não se interessa pela política.

      Eu conheço pessoas que não se interessam por política.

      No mais, obrigado pelo comentário.

      Beijos

      Excluir
  3. Gostaria de poder seguir. Como posso acompanhar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo abaixo das bandeirinhas há o meu perfil do Google Plus, é só clicar em "seguir".

      Obrigado e abraço!

      Excluir